20 abril 2009

Casal do Lago: Um jardim com arte.

A escultura vive ao ar livre gosta especialmente de habitar o espaço de jardim. No Casal do Lago, algures no Ribatejo, pode-se observar da via pública uma casa rodeada por um pequeno lago. À sua volta, esculturas em ferro e inox dialogam com as árvores, arbustos e flores. Uma delas, mais atrevida, emerge do lago e por vezes brota água... para contentamento dos peixes, rãs e especialmente de uma tartaruga, a Sá. A sua dona, a Inês, filha da Filomena e do João Prates, como não tinha já espaço aquático em Lisboa, numa cerimónia de grande significado afectivo, deu neste lugar férias permanentes ao simpático animal. Como animal de estimação, vem comer à mão pedaços de carne crua, camarão seco,maçãs, pão, etc. Deste modo, o Casal do Lago proporciona à vida um lugar de paz e tranquilidade, a bem do encontro com a arte.

video

15 abril 2009

S/Título. Óleo s/Tela. 60x50. 2009

No espaço, o plano é uma pista onde aterra a imaginação, os pontos e as linhas, ao sabor da brisa, da luz, na tentativa de superar o tempo geométrico. A pintura surge da necessidade de irmos além da sensação, ao encontro da descoberta íntima, numa espécie de revelação quase divina.